quarta-feira, 11 de agosto de 2010

BELEZA CELESTIAL


Embevecido por tua beleza,

embebido por teus encantos.

Fico tão soberbo desta realeza,

que já te envolvo nos meus cantos.


E se nela te envolvo,

tornando-te minha musa.

Antigos sonhos e pensamentos revolvo,

que há tempos em mente reclusa.


Coberta de belas flores siderais,

estrelas luminosas cadentes.

És das imaginações naturais,

o princípio e a alegria nascente.

Aparecido Januário










Um comentário:

Mariane Oliveira disse...

Uaal, foste meu professor de Inglês no Ary Menegatto, nunca pude imaginar o quão poeta eras! Surpreendente e realmente fascinante teu poema. Espero poder desfrutar muuito mais dos teus dotes literários. Grande abraço.
Visite meu blog > Certeza Insana!